Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > CANCELADO Nova oportunidade para ver o espetáculo do Ballet Stagium neste sábado, dia 16/06
Incio do contedo da pgina

CANCELADO Nova oportunidade para ver o espetáculo do Ballet Stagium neste sábado, dia 16/06

Criado: Segunda, 11 de Junho de 2018, 10h43 | Publicado: Quarta, 13 de Junho de 2018, 16h43
imagem sem descrição.

(atualizado em 13/06/2018) A visita cultural foi cancelada.

 

O Ballet Stagium ofereceu uma nova oportunidade para quem não pôde ver o espetáculo na visita realizada em abril deste ano: são 50 ingressos gratuitos para os espetáculos Fon Fon e Kuarup, apresentados juntos na noite do próximo sábado, dia 16 de junho, em São Paulo.

Está sendo organizado um ônibus do IFSP-BRA para visitar, além dos espetáculos, o Instituto Moreira Salles, na av. Paulista. A previsão de saída é às 13h e, de retorno, às 23h30. Estarão acompanhando o grupo os professores Fernando Rodrigues e Rodrigo Gontijo de Alvarenga.

Os interessados devem se inscrever no link https://goo.gl/forms/IGYeWpS7CKaDYNOk1, onde também há mais informações sobre as visitas culturais.

 

Sobre as obras:

Ao apresentar as duas obras num mesmo programa, o Ballet Stagium, com 46 anos de existência, coloca em evidência o seu constante trânsito entre tradição e ruptura, estabelecendo uma estética própria e uma linguagem que propõe refletir o Brasil em sua complexidade social, histórica e cultural.

"Fon Fon!" (2017) é uma obra cujo nome faz referência à revista de variedades criada em 1907 no Rio de Janeiro e que homenageia a produção cultural brasileira do início do século XX. O trabalho é baseado na obra pioneira de Chiquinha Gonzaga, com especial ênfase para as gravações que Aracy Cortes fez para composições dela.

Já “Kuarup ou a Questão do Índio” teve sua estreia em 1977, num dos períodos mais obscuros da história política do Brasil. A obra é considerada um marco da dança por apontar uma política cultural para o país, rompendo amarras e limites entre arte, educação e consciência histórica. A coreografia foi apresentada em todo o território nacional, América Latina e Europa, resultando em mais de 400 apresentações. 

 

 

registrado em:
Fim do contedo da pgina