Ir direto para menu de acessibilidade.
Incio do contedo da pgina

Câmpus Bragança Paulista

Criado: Quarta, 06 de Julho de 2016, 09h49

Atualmente, o Câmpus Bragança Paulista oferece cursos Técnicos, de Tecnologia, Engenharia, Licenciatura e Pós-graduação. No Ensino Técnico Profissionalizante oferece os cursos Técnicos Concomitante ou Subsequente em Mecatrônica e Técnicos Integrados ao Ensino Médio nas áreas de Informática, Mecânica e Eletroeletrônica. Os cursos de graduação que oferece são Tecnologia em Mecatrônica Industrial (sem previsão de oferta de novas vagas), Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Engenharia de Controle e Automação e Licenciatura em Matemática. Também oferta o curso de pós-graduação Especialização em Gestão de Tecnologia da Informação e cursos de Extensão variados.

Regimento dos Câmpus

Projeto Político Pedagógico

Cursos Técnicos

Cursos de Graduação

Contatos

Localização

  

Histórico do câmpus

A Portaria Ministerial n.º 1.712, de 20 de outubro de 2006, autorizou o funcionamento da então Unidade Descentralizada de Bragança Paulista (Uned – BRA) do Centro Federal de Educação Tecnológica de São Paulo (CEFET-SP) que iniciou as atividades em agosto de 2007, à Avenida Francisco Samuel Lucchesi Filho, 770 – Penha, Bragança Paulista/SP, a 89 km da Capital. Em dezembro de 2008, o CEFET-SP se transformou em Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo (IFSP), e passou a ter relevância de universidade, destacando-se pela autonomia. 

A Unidade Descentralizada de Bragança Paulista foi implantada oferecendo cursos técnicos concomitantes ou subsequentes nas áreas de Informática e Indústria, totalizando 80 vagas semestrais do curso Técnico em Programação e Desenvolvimento de Sistemas e 80 vagas semestrais do curso Técnico em Automação de Processos Industriais, com turmas em horários vespertino e noturno.

Em 2009, já na condição de câmpus do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo, iniciou-se a oferta dos cursos de nível superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e de Tecnologia em Eletrônica Industrial, com 40 vagas cada. 

Em 2010, a oferta de vagas do curso Técnico em Programação e Desenvolvimento de Sistemas foi descontinuada, dando espaço à abertura do curso Técnico em Manutenção e Suporte em Informática. O mesmo ocorreu em 2011 com o curso Técnico em Automação Industrial, que foi descontinuado dando espaço à oferta do curso Técnico em Mecatrônica.

Também em 2011, o câmpus passou a oferecer duas novas modalidades de ensino: a Licenciatura e o Técnico Integrado ao Ensino Médio. Neste ano, foram oferecidas 80 vagas por semestre no curso de Licenciatura em Matemática, e 120 vagas dos cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio, entre os cursos Técnico em Eletroeletrônica e Técnico em Mecânica.

Em 2012 e 2013, além das 80 vagas para os cursos Técnicos Integrados em Eletroeletrônica e em Mecânica, uma parceria com a Secretaria Estadual de Educação de São Paulo (SEE-SP) expandiu o número de vagas dos cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio. Foram oferecidas mais 80 vagas, divididas igualmente entre os cursos Técnico Integrado em Informática e Técnico Integrado em Mecânica.

No segundo semestre de 2012, o curso Superior de Tecnologia em Eletrônica Industrial foi descontinuado para dar espaço à oferta de um novo curso, o de Tecnologia em Mecatrônica Industrial.

Em 2014, o curso Técnico Integrado em Eletroeletrônica foi ofertado concomitantemente à última do curso Técnico Integrado em Informática da parceria com a SEE-SP.

A partir de 2015, o curso Técnico Integrado em Informática passou a ser oferecido no câmpus todo ano, juntamente com uma turma do curso Técnico Integrado em Mecânica ou em Eletroeletrônica, que foram ofertados alternadamente até 2017.

A partir do primeiro semestre de 2017, o câmpus passou a oferecer semestralmente seu primeiro curso de pós-graduação lato sensu em Gestão Estratégica de Tecnologia da Informação. Também neste semestre se deu o início da primeira turma do curso de Engenharia de Controle e Automação, com oferta anual de 40 vagas. No segundo semestre do mesmo ano, o curso Técnico Concomitante ou Subsequente em Mecatrônica passou a ser ofertado em dois períodos (vespertino e noturno).

Em janeiro de 2018, com a mudança para o novo prédio, construído à Av. Major Fernando Valle, 2013, no bairro São Miguel, a infraestrutura do prédio se expandiu e, com isso, os três cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio passaram a ser ofertados anualmente.

 

Estrutura do câmpus

Atualmente quadro de servidores do Câmpus Bragança Paulista é composto por 70 professores e 42 técnico-administrativos.

O antigo prédio do câmpus  foi originalmente construído para abrigar a escola pertencente ao segmento comunitário do Programa de Expansão da Educação Profissional (PROEP), sendo os recursos financeiros recebidos pela Fundação Municipal de Ensino Superior em Bragança Paulista (FESB). Este espaço físico contava com sete salas de aula, 10 laboratórios, sendo um multidisciplinar, seis na área de Informática e três na área de Automação e Indústria, além de biblioteca, cantina e auditório, ocupando o terreno de 2.488,05 m².

Em dezembro de 2013 foram iniciadas as obras da construção do novo prédio, no bairro São Miguel, sendo as obras concluídas ao final de 2017 e a mudança do câmpus realizada no início de 2018. O novo prédio está dividido em dois blocos, com 3 e 5 andares, totalizando mais de 7.500 m² de área construída, em um terreno de mais 22 mil m², doado pela Prefeitura Municipal. Conta com 9 laboratórios do eixo tecnológico Controle e Processos Industriais, 6 do eixo Informática e Comunicação, um Laboratório de Ensino de Matemática, um laboratório multidisciplinar, sete salas de aula, biblioteca, sala de eventos, cantina e copa para os estudantes.

 

 

 

registrado em:
Fim do contedo da pgina